0
 
DIGITO
DIGITO
  PESQUISA  

27 Dez 2002 por Armindo Silva  
Mitsubishi anuncia gravadores de DVD a 16X para 2004

A Mitsubishi anunciou o desenvolvimento de uma nova tecnologia de laser que permitirá o fabrico de gravadores de DVD a 16X que deverão ser comercializados em 2004.

 

Mailing-list Assinatura grátis

 Indique o seu e-mail:
 

Publicidade

DIGITO Formação Digito Formação

Introdução à Internet 8 Fev 2003

A Ligação à Internet 8 Fev 2003

Como Configurar o Setup do PC 8 Fev 2003

Introdução ao ASP 9 Fev 2003

 

 

A Mitsubishi Electric anunciou, em Tóquio, o desenvolvimento de um laser mais potente que será utilizado nos gravadores de DVD, que atingirão velocidades de 16X e deverão ser comercializados em 2004.

O novo laser é capaz de emitir impulsos de luz com uma potência de 200 mW, o que representa praticamente o dobro da potência dos lasers equipados nos gravadores de DVD a 4X comercializados actualmente.

Segundo a empresa nipónica, os gravadores de DVD a 16X serão capazes de gravar 176 megabits de dados por segundo, podendo, deste modo, gravar um DVD com 4,7 Gb de dados em cerca de três minutos e meio.

A Mitsubishii espera disponibilizar as primeiras amostrar do novo laser em Junho de 2003, e afirma esperar um aumento da sua produção mensal de lasers de um para 1,5 milhões em 2003, atingindo dois milhões em 2004.


 

Tecnologia Tecnologia

Empresa americana quer impedir australianos de aceder à Internet

Mitsubishi anuncia gravadores de DVD a 16X para 2004


Software Software

Falha de segurança no Internet Explorer expõe dados do Clipboard

Sony e Matsushita optam pelo Linux em aparelhos electrónicos


Jogos Jogos

Add-on para Star Trek Starfleet Command III

Xbox sobe o volume de vendas este Natal


Ciência Ciência

Agência Espacial Europeia adia missão Rosetta

China: sucesso no quarto lançamento espacial


E-business E-business

Philips compra fabricante de chips wireless

Gateway/Pressplay: PCs comercializados com 2.000 músicas


Telecomunicações Telecomunicações

Acesso wireless pode ser limitado nos Estados Unidos

Mais de 200 milhões de utilizadores de telemóveis na China